quarta-feira, 31 de dezembro de 2008

31/12/2008 - É o fim de mais um ano...

É, chegamos ao último dia do ano de 2008... alguns sonhos realizados, outros ainda não; algumas derrotas, muitas vitórias; muitas lágrimas derramadas, tanto por bons quanto por maus momentos; algumas novas amizades, alguns laços reatados, nenhuma amizade perdida; alguns momentos de doença, porém muita saúde na maior parte do ano; a família ganhou novos membros, mas infelizmente também perdeu alguns; profissionalmente, foi um ano muito bom, com crescimento e reconhecimento, ainda que eu tenha trabalhado efetivamente durante apenas 5 meses neste ano; falando em trabalho, foi um ano muito produtivo no trabalho para o Reino de Deus também, que é o trabalho que realmente vale a pena; este foi um ano peculiar para mim, pois fui MÃE em tempo integral na maior parte dele, o que foi uma experiência única pra mim, pois pude conviver mais com o Guilherme e curtir muito os primeiros seis meses da Maria Luísa; o casamento também se fortaleceu mais um tanto, e eu e o marido temos tido menos quantidade, porém mais qualidade de tempo juntos, e Deus tem renovado e solidificado nosso amor; foi um ano de mudanças, como todo ano geralmente é... e as mudanças, sejam elas suaves ou bruscas, sejam superficiais ou radicais, sejam mudanças de planos, de projetos, de casa, de sonhos, de vida, do que for, mudanças são mudanças e sempre geram algo novo. Nada muda pro que já é. Tudo sempre muda para algo que não era antes. Pode parecer que algo que voltou a ser como antes nunca tenha efetivamente mudado, mas se olharmos bem de perto, veremos nos detalhes, nas linhas miúdas, traços de algo inédito. As mudanças não são sinônimo nem antônimo de felicidade. São mudanças. E nesse dia de final e início de ano, essa é uma das palavras mais pensadas por aí... é um dos sentimentos mais contagiantes nesse dia... que bom e reconfortante é saber que eu creio num Deus que está no controle de TODAS as mudanças da minha vida, e que tem por mim o maior amor que pode existir! Isso sim é algo que jamais mudará! Obrigada, meu Deus, pelas mudanças de 2008, obrigada pelas mudanças que virão em 2009, mas obrigada acima de tudo por Tua fidelidade em todos os dias da minha vida! E Feliz Ano Novo para todo mundo!!!! Que venha 2009 e todas as mudanças que ele trará : )

terça-feira, 30 de dezembro de 2008

Minhas bisnaguinhas...


Os "primeiros" da Malu...






Este foi o primeiro Natal da Malu, e embora ela não tenha a menor idéia do que esteja acontecendo, ela curtiu bastante o momento... o carinho dos tios, que ela quase não vê, as cores e o pisca-pisca da árvore de natal, os presentinhos musicais, a alegria do musical de natal... o primeiro de muitos natais que ela ainda tem pela frente!



Também chegaram os primeiros dentinhos... os dois de baixo, que apontaram no dia 24/12. Quem os descobriu foi o Gui, que colocou os dedos na boquinha dela (é mole????!!!) e veio correndo me avisar que alguma coisa tinha feito "cosquinha" no dedo dele... fui lá olhar e dei de cara com duas "serrinhas" querendo se mostrar! Que bonitinho!!! Vou tentar fotografar mas eles são tão pequeninos ainda que acho que não vai dar pra ver...



E finalmente, veio também a primeira virose... Malu começou a ter febre, umas pintinhas vermelhas pelo corpinho, ficou super enjoadinha... e esses dias tem sido um pouco complicados... mas em breve vai passar!



Enfim, tudo tem a sua primeira vez...

Nosso Cartão de Natal! Em 2 versões:




sábado, 13 de dezembro de 2008

09/12 - Malu e seus 6 meses!!!!

A pequena completou meio ano de vida! E do mês passado pra cá, como ela se desenvolveu! Está enorme (66 cm), pesada (7.650 kg), espertona e linda (eita modéstia hahahaha)!!! Já vira de bruços com a maior facilidade, e depois fica se ajeitando até tirar o braço de debaixo do corpinho... a melhor novidade (pelo menos pra mim) é que ela finalmente aceitou a chupeta!!! Nossa, como isso me ajudou a tirar o peito! Agora quando ela acorda de madrugada, nem preciso retirá-la do bercinho (e ficar pelo menos uns 30 minutos com ela mamando, como antes), basta colocar a chupetinha e pronto!! Ela volta a dormir!!! Mas com essa história de virar de bruços ela às vezes demora a encontrar a posição mais confortável pra ela, então tem noites que ela quaaaase acorda totalmente no meio da madruga... mas em breve isso vai se ajeitar!

Ela já está comendo papinhas salgadas, e nos dois primeiros dias ela não gostou, mas depois foi se acostumando e agora está almoçando como gente grande! E amou danoninho (e quem não ama, né?)! Enfim, a bichinha continua a todo vapor, como manda o figurino!

O irmão mais velho continua muito carinhoso, e agora está de férias, então passa o dia todo brincando e corujando a irmã : ) Acho isso muito lindo! Sempre pensei numa relação de irmãos exatamente assim para os meus filhos...

E falando neles, muitas vezes olho pra eles e nem acredito... a velocidade com que os dias tem passado me deixa meio atordoada... parece que não dá para aproveitar direito tudo o que eu gostaria... sei que essa sensação não é só minha, pois todos com quem converso reclamam da correria, da falta de tempo, de como "a cada hora que passa envelhecemos dez semanas", como já dizia Renato Russo... e não há solução pra isso, pois eu tive a prova recentemente de que, mesmo tendo passado 7 meses em casa, sem ter que ir trabalhar todo santo dia (já que essa é a atividade que consome o maior número de horas do nosso cotidiano), não dei conta de fazer tudo o que gostaria em casa... complicado isso, né? Bendito dia em que algum cara saiu por aí dizendo que o trabalho devia ser priorizado durante pelo menos 5 dias da semana!!!

E falando sobre 7 meses em casa, acabou minha licença! No dia 05/12, mais precisamente... então, no dia 09/12 (pq no dia 08 foi feriado na justiça) eu retornei ao trabalho... o retorno foi bom, mais tranquilo do que eu imaginava que seria... e também, daqui a pouquinho chega o recesso, e aí terei mais um período para curtir os filhotes e a família, já que meus irmãos estarão aqui para o Natal. E quem sabe o que o início de 2009 me reserva... talvez alguma mudança... vamos esperar pra ver... Deus é quem comanda todas as coisas em minha vida, e Ele sabe o que é melhor! "Como é bom poder pertencer a um Deus de amor, como é bom poder confiar em Tua fidelidade... eu descanso em Ti, eu espero em Ti, eu Te adoro, Deus de amor!!!" : )

quinta-feira, 20 de novembro de 2008

20/11/2008 - 12 aninhos com meu amor ; )

"Quem um dia irá dizer que existe razão nas coisas feitas pelo coração?
E quem irá dizer que não existe razão?"
(Eduardo e Mônica - Renato Russo)
Há 12 anos atrás não fazia idéia de que naquele dia estava beijando o homem que seria "O" cara, aquele que seria meu amigo, companheiro, marido, pai dos meus filhos, meu parceiro, a tampa da minha panela, a metade da minha laranja, aquele com quem dividiria as melhores e as piores manhãs, tardes e noites da minha vida. Acho que exatamente por isso as coisas aconteceram como aconteceram, os sentimentos foram tomando seu rumo, se expandindo, se desenvolvendo, amadurecendo... não havia pressão, não havia expectativa, não havia planos para um futuro distante, nada disso. Apenas vontade de ficar junto, que aos poucos foi se transformando em vontade de seguir junto. E deu no que deu... namoro, noivado, casamento, filhos... FAMÍLIA.

É, marido, nossa família é linda mesmo, não é? E o melhor de tudo isso é que ainda temos um longo caminho pela frente, com dias melhores e dias piores, mas sempre divididos, o que torna as alegrias mais alegres e as tristezas menos tristes. Amo você : )

quarta-feira, 19 de novembro de 2008

Hoje foi um dia interessante...

Hoje fui matricular o Gui em um novo colégio. Novo pra ele, porque pra mim é o colégio onde passei a maior parte da minha vida estudantil. Lá eu estudei desde os 3 até os meus 14 anos. Foi lá que eu aprendi a ler e escrever, a conviver, a brincar, a dividir, a estudar, a fazer amigos... aprendi muitas e muitas coisas. É emocionante voltar lá agora, 17 anos depois de ter deixado de integrar o quadro de alunos, para matricular meu filho, que vai aprender ainda mais do que eu, porém vai ter o seu recreio no mesmo pátio, vai lanchar na mesma cantina, e se bobear sentar nas mesmas cadeiras onde um dia eu sentei. Aquele colégio é especial pra mim. Quando eu fui matriculada lá, éramos apenas uma turminha de jardim, numa casa tranformada em escolinha... ao longo do tempo, fomos crescendo e nos desenvolvendo juntos... quem diria que aquele Jardim de Infância Walt Disney do Colégio Odete São Paio se desenvolveria tanto, não é? Sem dúvida, é motivo de muito orgulho para os donos, Oton e Elizabeth, casal que tanto admiro, e para muitos outros, inclusive eu!!

Então, achei que seria legal relacionar pequenas lembranças que povoam minha memória nesse momento nostálgico:

* Eu adorava uma passarela quando criança, e sempre desfilava nas festas da escola;
* Eu me lembro da tia do jardim arrancando um dos meus dentes moles, num banco do pátio;
* Eu fui dama de honra de uma tia do jardim, a tia Jânia, com quem tenho contato até hoje;
* Eu toquei piano no Clube de Comunicação (programação realizada nas manhãs de sexta-feira no teatro da escola);
* Eu amava o bolo de chocolate da Fatinha, que era vendido na cantina;
* Teve uma época em que eu consegui ler todos os livros recomendados para minha faixa etária que haviam na biblioteca, e eu me lembro do nome da bibliotecária, era a Tia Marlene;
* Me lembro muito bem também das feiras de ciências e das gincanas, uma delícia!
* Foi lá que eu tive minha primeira aula de inglês, me apaixonei e fiquei uma semana cantando a musiquinha do alfabeto no ouvido da minha mãe, até que ela me matriculou no cursinho que era dado no próprio colégio, em parceria com o CCAA. Thank you, dear teacher Sylvia!
* Foi numa daquelas salas que eu ganhei meu primeiro beijo...
* Além das manhãs na sala de aula, eu passei inúmeras tardes e noites lá, pois havia uma academia de ginástica muito legal, coordenada pelo querido Niltinho, onde a gente malhava e se divertia muito!
* Os banhos de piscina também foram memoráveis! Dias de muito sol, calor e pura alegria!
* O vício no jogo do totó, quando todas as nossas moedinhas viravam fichas... até hoje eu jogo e muito bem, obrigada!
* A festa da formatura da oitava série, quando tomamos banho de sidra hahahaha

Enfim, quanto mais eu penso mais me lembro, é como um filme passando na minha cabeça, é gostoso demais recordar dias em que a palavra "preocupação" não existia no meu vocabulário, e a vida era tão descomplicada... Ô delícia de tempo bom... será que daqui a alguns anos o Gui também vai ter tantas memórias boas como eu desse lugar? Tomara que sim : )

segunda-feira, 10 de novembro de 2008

09/10 - 5 meses da pequena!

Ontem minha menina completou seu 5º mêsversário! Caramba, tá passando muito mais rápido do que com o Gui!!! Ela vai fazer 1 ano assim que eu piscar!!! hahahaha por um lado eu acho rápido demais, afinal depois dela só mesmo os sobrinhos, né? por outro lado, eu acho legal, porque quanto maior ela estiver, mas as coisas vão ficando mais fáceis e dentro dos eixos... dá pra passear melhor, dá pra retomar as atividades com muito mais tranquilidade, dá pra deixar e levar com mais facilidade, enfim, cada idade tem suas vantagens e suas apurrinhações...

Olho pro Gui e vejo que por um lado facilitou, por outro estamos cortando um dobrado com o moleque em termos de disciplinar, educar, ensinar, moldar, etc. O carinha é muuuuuuuuuuuuuito marrento!! É um contestador de mão cheia!! Tudo ele tem que contestar, opinar, fiscalizar (fiscal de posturas), questionar!!! Nossa, tem horas que dá uma canseira na gente! Haja pique... não é à toa que ando malhando duas horas por dia, pra resgatar o pique pra aguentar os dois pirralhos e ainda mais o marido, né, que tb tem dias que não é mole não...

Mas família é isso mesmo... tem dias maravilhosos e dias detestáveis, né? Brigar com o marido é horrível, eu odeio, ainda bem que quase não acontece... mas acontece, né? E no dia que acontece é muito chato, muito horrível mesmo! Mas é inevitável. O segredo é saber remediar e curar os machucadinhos, as palavras tortas, os mal entendidos... e assim vamos levando nossa vidinha à quatro...

Mas falando da aniversariante, ela está uma fofaaaaaaaaa hahahaha é simpática, risonha (como a mãe, eu acho :) ) e esperta pra caramba!!! Já segura com mais firmeza alguns objetos e leva direto pra boca, é claro! Acompanha a movimentação ao redor e vai mudando a expressão facial conforme as coisas que ela vê e ouve, é muito engraçado de ver hahahaha continua curtindo muito o irmão, basta olhar pra ele que ela se abre toda num sorrisão... já está toda durinha, daqui a pouco vai se firmar sentadinha sem apoio... quando eu a coloco de bruços na minha cama, ela faz a maior força pra se movimentar e manter a cabeça erguida, e faz uma barulheira que só!!! A alimentação já inclui várias frutas, tanto suco quanto amassadinhas, e essa semana vou incluir geléia e gelatina. Já está mamando bem menos no peito... mas a novidade mesmo é que ela está chupando o dedinho... ela chupa vários dedos, mas o preferido é claro que é o polegar, tanto o direito quanto o esquerdo... já tentei fotografar mas ainda não deu... sei que depois vai ser chato pra tirar, mas no momento eu deixo porque acalma muito, distrai, e essa fase oral do bebê é complicada de se lidar sem o apoio da chupeta, e ela não pega mesmo, embora eu não tenha desistido de tentar... enfim, a "rosinha" está fofa, gorducha, comprida, perdendo roupas a cada semana, cheia de saúde, cheia de alegria, enchendo a casa de brilho, como glitter que ela é :)

terça-feira, 28 de outubro de 2008

Pois é, hoje eu tinha que retornar ao trabalho...

... mas com a publicação da lei que defere a licença à gestante por 6 meses, consegui a prorrogação por mais 60 dias e minha licença se estendeu até dezembro... mais o período de férias, entro recesso adentro... e só retorno em janeiro de 2009!!!!!!!!!! Uau!!!! hahahahha
Falando sério, estive pesando como tantas coisas mudam ao longo do tempo... situações mudam, o corpo muda, a cabeça muda, as pessoas mudam! E eu mudei... na época da licença do Gui, eu contei os dias pra voltar ao trabalho. Ficar em casa era um martírio pra mim, eu quase pirei!!! Não encontrava prazer em nada no dia a dia, não tinha grana pra nada, não tinha computador em casa, e com isso ficava isolada do mundo, e juntando isso e inúmeras outras coisinhas, eu simplesmente não curti minha licença.
Agora o papo é outro... vou pra academia todo dia de manhã, fico por lá 1 hora e meia. Tenho a Míriam em casa me apoiando todos os dias da semana, o que me dá liberdade pra marcar minhas coisas e sair de casa sem me preocupar. Tenho muito mais mordomias em casa do que em 2003, como um PC em casa com banda larga, o que me mantém "conectada" ao mundo, o que pra mim significa liberdade de expressão... tenho até Sky!!!! hahahahaha
E o principal disso tudo, hoje eu posso dizer que eu gosto de ter tempo pra curtir minha filhota, poder estar perto da Malu nessa fase gostosa das descobertas, das novidades, das risadinhas e dos altos "papos"! Dá pra curtir o Gui também, claro, mas ele já está num ritmo totalmente diferente... tô gostando de poder estar em casa, não tem sido sacrifício pra mim como foi da outra vez... acho que duas coisas contribuem muito para essa minha atitude diferente: uma é que o Gui veio num momento bem diferente do que vivo hoje (financeiramente falando), eu tinha apenas 1 anos e 9 meses de casada (não deu tempo de curtir nada a vida a dois), e só 25 anos de idade quando engravidei, e fui a primeira entre as minhas primas e amigas da mesma idade. Isso foi complicado na minha cabeça, pq de repente eu fiquei "separada" das demais... foi brabo! E a outra coisa que não tiro da cabeça é que a Malu é meu último bebê. Não pretendemos ter mais filhos, então tenho que curtir muito, pra não ter arrependimentos depois. Falei isso pro Marquinho outro dia, e desde então até ele assumiu uma postura mais "coruja" hahahaha Temos que aproveitar, afinal já sabemos que passa super rápido (o Gui já tem 5!!!), e daqui a pouco vamos "piscar" e a Malu já vai estar uma mocinha também...
Por essas e outras, gostei muito de ter tido minha licença prorrogada, e é muito bom poder estar em casa por mais 60 dias, embora nem eu pensasse que um dia eu diria isso. Mudar faz bem, né? : )

terça-feira, 21 de outubro de 2008

Quatro coisas!

Essa brincadeira tá rolando nos blogs por aí, achei legal e por isso tô postando aqui também:
Quatro coisas sobre mim, que pode ser que você saiba ou não, em nenhuma ordem especial.
- 4 LUGARES EM QUE VIVO - sempre morei em São Gonçalo, mas todo ano vou ao Espírito Santo visitar minha família, e de vez em quando vou à São Paulo visitar família e amigos.
- 4 PROGRAMAS DE TV QUE ASSISTIA QUANDO CRIANÇA - Xou da Xuxa, Balão Mágico, filmes do Elvis e do Jerry Lewis na Sessão da Tarde.
- 4 Desenhos preferidos: Caverna do Dragão, Smurfs, Luluzinha e Snoopy.
- 4 PROGRAMAS DE TV QUE ASSISTO - Grey's Anatomy, House, ER e Lost.
- 4 FORMAS DIFERENTES QUE ME CHAMAM - Li, Lili, Lica e "ômãe" (assim, mesmo, tudo junto, o tempo todo hahahaha).
- 4 PESSOAS QUE TE MANDAM E-MAILS QUASE TODOS OS DIAS - grupo casadas e enroladas, Nane, Raquel e Saraiva.com.
- 4 COMIDAS FAVORITAS (só quatro???) - massas, sobremesas, caldinhos e bolos (hahaha acho que englobei um mundo de comida nessa minha resposta)
- 4 LUGARES EM QUE DESEJARIA ESTAR AGORA - numa praia linda e vazia, num hotel fazenda maravilhoso, numa casa toda prontinha e arrumadinha, num parque de diversões.
- 4 SAUDADES (MARCANTES) - minha vózinha Selvita (mas essa não dá pra matar a saudade), mas também tenho saudades de amigos que moram longe e com quem não tenho chance de manter muito contato, como a Manuela, a Ana (de Sampa), e minha prima Aninha.
- 4 AMIGOS QUE CREIO QUE ME RESPONDERÃO: nossa, não faço idéia...
* Aqui está o que você tem que fazer, e por favor não estrague a diversão. Envie isto a um montão de gente, incluindo quem te mandou. Assim, você ficará sabendo um pouco mais sobre as pessoas que você conhece : )

quinta-feira, 16 de outubro de 2008

Malu e Gui no Youtube!

Pra quem quiser ver meus dois filhotes fazendo bagunça, é só clicar aqui : )

quarta-feira, 15 de outubro de 2008

15/10/98 - Há 10 anos atrás...

Meu vô e eu, em meados de 1977



Fazendo uma das coisas que ele mais amava: lendo um bom livro...

Hoje faz 10 anos que meu avô Sebastião foi morar com O Pai. Quase não falo nele, mas ele foi um homem que aprendi a admirar desde a infância. Um homem que cresceu no interior, na roça, mas que não se deixou limitar pelas dificuldades de uma vida de muito trabalho árduo e pouco (ou nenhum) tempo de lazer. Criou 9 filhos, sendo 8 mulheres. Foi casado por 61 anos com a minha querida Vó Selvita. Um homem que tinha amor pela leitura, e que tirava dos livros e da sua experiência de vida bons conselhos e ilustrações para dividir com os que conversava. Era sério, e não era de dar gargalhadas, mas tinha um jeito simples e interessante de achar graça nas coisas. Sua preocupação ao criar suas meninas foi ensinar a elas a importância do estudo e da independência financeira, mesmo num tempo onde a mulher era nascida e criada para ser dona de casa. Foi um bom marido, um bom pai, um bom avô. Gostaria muito que meus filhos o tivessem conhecido. Num mundo onde faltam bons exemplos, ele era exceção. Foi ele quem deu à minha família o sobrenome que tanto amo e prezo: Família Amorim. Com ele aprendi que "o antes não deve nada ao depois" (mesmo sem saber explicar exatamente o sentido disso, sempre achei interessante hehehe). Com ele (e com minha mãe, que também aprendeu com ele) aprendi a amar os livros. Aprendi que é possível ter força sem ser necessário ter um coração de pedra. É possível ser firme nas opiniões sem ser grosseiro e rude. Aprendi que é possível amar a mesma pessoa, dormir e acordar com ela, por toda uma vida. Aprendi que é possível criar, educar, disciplinar 9 filhos sem bater e castigar o tempo todo. Aprendi que é possível levar verdadeiras "rasteiras" da vida e ainda assim se reerguer sem se amargurar. Aprendi que é possível perder um filho e um neto-filho no mesmo dia e ainda assim encontrar forças pra seguir com a vida. Aprendi que uma simples ave ("Canta, Mulata!") pode se tornar um amigo importante. Aprendi que nunca é tarde para conhecer um lugar que sempre se quis conhecer (meu avô conheceu as Cataratas do Iguaçu depois dos 65). E, entre tantas outras coisas, aprendi que pra se tornar exemplo para as pessoas não é preciso ser perfeito, basta apenas ser você mesmo... enfim, uma pessoa que ensinou tanto nessa vida que viveu, não poderia ter partido num dia mais especial: o Dia do Mestre. No mais, podem se passar 10, 20, 30 anos, e muitas coisas mudarem na minha vida, e ao longo desses 10 anos me tornei mulher, esposa, adulta, mãe, e um dia serei avó também, mas uma coisa serei sempre: "neta". Agradeço ao meu Deus por ter o privilégio e orgulho de ser uma das netas de Sebastião Amorim : )


quinta-feira, 9 de outubro de 2008

09/10 - 4 meses da minha guria...

Gente, Maluzinha já está fazendo mesversário de novo!!! Eu só consegui fazer o bolinho no primeiro mês tsc tsc tsc essa ela vai me cobrar no futuro, quando olhar o álbum do irmão e perceber que ele tinha bolo todo mês!!! Quem sabe hoje eu consigo fazer um lanchinho especial... vamos ver...

Mas a pequena tá muito esperta!!! Já reconhece a voz e a fisionomia de um número maior de pessoas, sem ser as que ela vê todos os dias (eu, Marquinho, Gui e a Miriam). E ela dá um sorrisão lindo pra demonstrar pra pessoa que "te conheço de algum lugar" hahahaha

Já está tomando suquinhos, e prefere o de laranja lima. O de maçã e o de mamão ela provou puro e não gostou muito, mas foi só colocar um pouco de laranja-lima pra ela detonar!!! Também já está tomando água.

Ela já está toda durinha, e quer ficar com o pescoçinho erguido o tempo todo, e faz a maior força com o corpinho pra gente pegar no colo.

Já está começando a pegar as coisas e tentar levar pra boca, coisas como a beiradinha da manta e da roupinha dela, e se der mole ela agarra no cabelo da gente e não solta mais!!!

Continua "conversando" muito, e é muito risonha também! Mas por outro lado é chorona demais!!! Ela é 8 "e" 80 hahahaha

Enfim, hoje pela manhã estava no carro com Marquinho e Gui, pois fui levá-lo pra fazer exame de sangue e raio x, e aí pensei que até bem pouco tempo a minha família (núcleo) era apenas de 3 pessoas, e que o Gui já está numa idade tão prática, tão independente... e que se fôssemos apenas nós três, o dia a dia se tornaria cada vez mais fácil daqui pra frente... porém, a Malu chegou, e ela ainda está começando, e se tem uma coisa que não rima com bebê é praticidade!!! hahaha as coisas ficam diferentes, e cheias de detalhes, quando se tem um bebê pra cuidar e pra carregar... ou seja, quando embarcamos nessa de novo, eu e Marquinho abrimos mão de curtirmos um período à dois, pra novamente nos dedicarmos a um bebê, que exige tanto de nós. Aí me veio à mente o seguinte: é como se fosse um painel ou uma gravura bem linda, bem desenhada, bem pintada, com cores lindas, com lápis de cor, hidrocor, giz de cera, algo assim. Esse desenho já está lindo do jeito que está. Pode-se dizer que está prontinho. Mas aí, o pintor, ou o desenhista, como queiram, resolve dar mais um retoque... e acrescenta glitter ou purpurina no desenho (nossa, eu sou apaixonada por glitter, canetinha q escreve com brilho, adesivos com glitter, esmalte com cintilante, etc). E aí você olha o desenho e ele está todo brilhoso, e você percebe que o que já era bonito ficou ainda mais lindo!!! E assim é a Malu aqui dentro do meu lar: minha família já era linda, e a Malu veio como o glitter, trazendo mais brilho, mais alegria, fazendo o bonito ser ainda mais lindo! Essa garotinha é realmente um presentão de Deus pra nós : )

segunda-feira, 6 de outubro de 2008

2 anos sem minha fofinha... ô saudade!!!

Saudade

Saudade é solidão acompanhada, É quando o amor ainda não foi embora, mas o amado já... Saudade é amar um passado que ainda não passou,
É recusar um presente que nos machuca,
É não ver o futuro que nos convida...
Saudade é sentir que existe o que não existe mais...
Saudade é o sofrimento dos que perderam,
É a dor dos que ficaram para trás,
É o gosto triste na boca dos que continuam...
Só uma pessoa no mundo deseja sentir saudade:
Aquela que nunca amou.
E esse é o maior dos sofrimentos:
Não ter por quem sentir saudades,
Passar pela vida e não viver.
O maior dos sofrimentos é nunca ter sofrido.

Pablo Neruda
(li esse texto no blog da Wania, e desde que o li me lembrei da minha Vó fofinha...)
ps.: minha vózinha partiu no dia 05/10 à noite, mas foi no dia 06/10/06 que eu a vi pela última vez...

sexta-feira, 3 de outubro de 2008

Um assunto interessante...

Hoje "conheci" uma outra blogueira muito interessante!!! Ela não é minha parente, mas também é Amorim... vou até linkar o site dela aqui no meu blog, porque pretendo dar uma passada lá com muita freqüência... É a Patricia Amorim, e ela é irmã da Camila, colega do grupo Casadas e Enroladas e também colega de trabalho, e quando a Camila enviou para o grupo o post sobre cajás e crianças, achei tão legal que tô postando aqui também, acrescentando a minha reflexão sobre o tema:
A história dos cajás x crianças de hoje...
Aviso! Post grande... :)
Quando eu era pequena lá em Barbacena (haha, brincadeira), morava em bairro mais simples no Rio e via muitas pessoas carentes. Apesar de termos uma vida razoável na época, morávamos lá porque toda a nossa família também morava e porque (não vou ser hipócrita), meus pais não podiam comprar um apartamento em frente à praia de Copacabana. Haha!Um dia, eu voltava da escola toda arrumadinha e vi um menino da minha idade (devia ter uns 7 ou 8 anos) com um chinelo Havaiana daquele tipo antiiiigo, ainda azul e branco. O chinelo estava tão fino que mal se poderia dizer que aquilo era um calçado E o pior: faltava metade da sola, fazendo com que os calcanhares do menino tocassem o chão enquanto ele andava.Ele carregava uma caixa de picolés e vendia na principal rua do bairro onde eu sempre passava. Fiquei olhando a cena um tempão e me perguntando por que nenhum adulto dava um chinelo novo para ele. Na minha cabeça, adultos tinham dinheiro; crianças, não.Aquele dia em especial foi bem triste. Comecei a chorar e andar rápido para chegar logo.Já em casa, minha mãe achou que algo ruim tinha me acontecido e eu custei a conseguir falar:-Mãe, eu vi um menino que não tinha chinelos. Eu quero comprar um chinelo pra ele. Me dá um dinheiro para eu comprar um chinelo para dar a ele, mãe?-Ah, então foi isso? Eu vou conversar com seu pai hoje à noite (por que esta frase se repete em quase todas as famílias?) e depois falamos com você. Mas pare de chorar, porque choro não vai ajudar o menino.E eu fiquei pensando como eu iria arrumar um dinheiro para comprar as tais sandálias... Eu era muito pequena, só conseguia pensar em vender minhas bonecas ou papéis de carta, meus bens mais valiosos até então. Haha!Quando papai chegou do trabalho, sentamos para conversar:- Sua mãe me contou o que aconteceu hoje e eu tenho uma sugestão para te dar.- Qual é, pai?- Eu não vou te dar o dinheiro, porque eu não tenho (olha o golpe!), mas a minha idéia é a seguinte. O nosso pé de
cajás está abarrotado de frutas. Você pode colocá-las em uma caixa e ficar lá no portão tentando vender no horário que a ajudante da sua mãe puder te vigiar. Que tal?- É, boa idéia. Eu topo!Eu, como boa comerciante desde pequena, separei as frutas, peguei umas sacolas para colocar as compras dos meus possíveis fregueses, caderninho para anotar as vendas, pedi um dinheiro adiantado para ter troco e sentei à tarde em frente ao portão de casa para começar meu "trabalho".Um dia se passou e eu ia vendendo os cajás bem baratinhos, porque queria ganhar logo o dinheiro e parar de pensar no tal menino sem chinelos. E que se ele tão novo podia trabalhar, eu também poderia.Só que como todo conto de fadas tem um final feliz e um vilão, a minha história teve uma vilã: a vaca que vivia solta no terreno baldio ali perto.Dona Vaca (enorme, diga-se de passagem) se aproximou e veio certeira na minha caixinha de frutas. Eu tentava afastá-la, mas a danada já havia sentido o cheiro dos cajás de longe.Bati o portão e fiquei lá dentro, olhando a vaca comer (e babar) os cajás, desanimada porque não ia conseguir o dinheiro para o que eu queria.Meu pai chegou à noite e como no primeiro dia, sentamos para fazer a contabilidade do "negócio" dos cajás. Contei sobre a vaca e ele me perguntou:-Quanto você já juntou em dinheiro hoje?- X.- Hum, ainda não dá para comprar o chinelo...- Mas pai, eu estou com medo de levar um coice ou uma chifrada da vaca... (Que situação! Haha!). Você ficaria lá na frente de casa comigo no fim-de-semana? Assim se a vaca vier de novo, você espanta.- Vou fazer assim. Arrume os cajás na caixa, ponha o preço, quantos cajás estão lá e deixe perto da porta hoje à noite. Vou levar os cajás amanhã para o escritório e vender para os meus amigos por você. Se eu não conseguir vendê-los hoje, no fim-de-semana fico lá com você, ok?- Ok.E eu passei horas alisando e enfeitando os cajás que ele levaria. Eu precisava tornar os meus produtos atrativos e gastar a minha coleção de canetinhas coloridas Neo Pen de 12 cores (ohhh!) para enfeitar a caixa.No dia seguinte, a caixa foi levada e à noite, ele me trouxe o dinheiro: exatamente a quantia que faltava! Bingo!Finalmente, comprei as sandálias e deixei numa loja na rua onde o menino sempre passava. Todo mundo o conhecia. Problema encerrado e eu podia respirar aliviada.Muitos anos depois, quando eu já era adulta, meu pai me contou que nunca levou aqueles cajás para o trabalho, porque imaginem só a cara do chefe ao vê-lo com uma caixa toda fantasiada e repleta de frutas para vender dentro de um escritório no Centro do Rio? Não dá, né?Aquele episódio tinha servido apenas para me mostrar que nada na vida é fácil, principalmente dinheiro, que eu precisava fazer por onde para conseguir as coisas. Ele havia me dado o dinheiro sem que eu soubesse que era dele, para que eu tivesse a impressão de que tinha trabalhado e ganho.

Fico pensando no que ensinam para as crianças hoje em dia. Tudo bem, eu sei que o mundo hoje é diferente, que a realidade é outra e não quero generalizar, mas quando vejo gente mais nova pedindo dinheiro para os pais até a vida adulta, acho esquisito.Fico espantada em ver como alguns pais dão as coisas para os filhos sem ensinar nada, de mãos beijadas, às vezes ainda se desculpando por não poder dar de uma grife mais cara! E como não existe gratidão...Às vezes, eu entendo como se eles quisessem suprir algo que não tiveram e não querem que seu filho sofra. Em outras, acho que é orgulho, algo como "se todas as crianças têm, o meu precisa ter". Ou ainda, que ensinar dá trabalho.Aqui então, onde o dinheiro parece não ser problema para muitas pessoas (árabes ou não), não é raro ver adolescentes que só vão ao cinema na sala vip, só usam roupas de grife muito caras, bebem até cair quando ainda têm 14 anos e gritam com as mães ou funcionárias da família na rua. Pior: os que não são ricos, querendo seguir a moda daqueles que são. ou ter aquilo que a realidade deles não pode proporcionar. E precisam conseguir, porque senão vão ficar "traumatizados".Lembro muito deste episódio dos cajás e o no quanto ele foi importante para formar a minha personalidade.Não que eu seja "santinha", porque não sou e também já fui adolescente, com todas as agruras e desagruras que esta fase das nossas vidas nos traz (nem gosto de lembrar como eram os meus cabelos naquela época! Icc! Ainda bem que esta fase passa)Também não é inveja, porque sou feliz com o que tenho e principalmente, com o que sou.Acho que uma boa qualidade é a pessoa conseguir se relacionar com pessoas de todos os níveis sem se fazer de vítima ou fingir que tem. A qualidade é ser original, ser eu mesma, ainda que eu tenha amigos que morem em palacetes. Afinal, o palacete é deles, não meu...Será que estas crianças e adolescentes mal-educados/ orientados são um problema só daqui e do Brasil ou acontece onde você mora também?Abraço das Arábias! ;)

-- xx --
Então, depois de ler o post dela, eu também quis "falar" um pouco sobre o que penso a respeito:
Achei a atitude desse pai a mais bem pensada de todas, e espero me inspirar a ter atitudes como essa com meus filhos. O Gui tem muito mais facilidades do que eu e o pai dele tivemos na nossa infância. Principalmente o Marquinho. Ele ainda teve uma infância mais difícil que a minha, sem brinquedos e roupas novas, sem regalias, e teve que começar a trabalhar ainda criança. Hoje ele se emociona ao ver o quanto a vida dele progrediu, e que ele tem condições de dar aos filhos muitas coisas que ele nem sonhou em ter. Por outro lado, não presenteamos o Gui a todo instante e evitamos comprar brinquedos caros, e insistimos com ele o tempo todo para que não quebre / desmonte os brinquedos. Eu também não tive muita moleza não, sempre tive tarefas semanais para executar qdo criança, e foi a maneira que minha mãe encontrou para me ensinar que as coisas não vêm fácil pra nossa mão não. É claro que na época eu odiava as tais tarefas (como limpar os sapatos de todo mundo, lavar os tênis, passar roupas miúdas (meias, calcinhas e cuecas), lavar o banheiro e etc.), mas penso em fazer exatamente o mesmo com os meus filhos. Me dói quando ouço uma mãe reclamar que a filha não sabe e não quer saber de lavar as próprias calcinhas... ou que o filho não lava o prato que come, não varre um quintal, nem põe o lixo pra fora... não fui criada assim e isso não entra muito na minha cabeça não. Quem disse que é fácil ser pai e mãe?

De cara nova...

E aí, o que acharam do novo visual do blog? Eu estava "devendo" essa mudança há tempos e tempos... não era exatamente o que eu pretendia fazer, mas acho que já deu uma melhorada, né? Eu gostei. Espero que gostem também. Mudar faz bem : )

quarta-feira, 1 de outubro de 2008

Nostalgia pura...

Semana passada fui ao Centro do Rio pra requerer o reembolso da anestesia (450 pratas!!) à Unimed, e já faziam meses que não ia ao Centro... olha, no momento em que desci na Av. Rio Branco, bateu uma saudade... afinal, foram 7 anos trabalhando ali, na Rua da Ajuda, no famosos Banerjão... senti uma sensação acolhedora, nostálgica mesmo, olhando pra ruas, lojas, lanchonetes, restaurantes, enfim, tantos lugares por onde andei... dá vontade de fotografar tudo, pra nunca esquecer... deu vontade de trabalhar no Centro de novo!!! Será que um dia consigo realizar isso??? Voltar a trabalhar na Rio Branco, no miolo de tudo, naquela agitação toda, onde as coisas acontecem... voltar a frequentar o SAARA... a Uruguaiana... hummmm eu quero!!!!

Procurei na net uma foto que ilustrasse algo parecido com o meu olhar naquele dia, já que eu não vou levar minha máquina pra fotografar o Centro porque não quero ser roubada hahahaha, e encontrei uma interessante:


Colocando o papo em dia...

Nossa, já faz quase um mês desde a última vez que passei por aqui... o que houve com o tempo, meu Deus? Nunca passou tão rápido... a cada ano parece que a quantidade de dias no ano vai diminuindo... sensação esquisita... precisamos mais do que nunca aprender a contar nossos dias... e falando em dias, passei alguns dias no hospital... ao todo, foram aproximadamente 60 horas! (4 horas no primeiro atendimento + 48 horas internada + 2 horas no segundo atendimento + 4 horas no último atendimento). Tudo isso por causa de um cálculo renal de 8 mm! Mas graças a Deus, tudo se normalizou! Mas que foi horrível, isso foi!!! Principalmente durante a internação, só ficava pensando na minha pequena chorando horrores em casa, sem entender o porquê do desaparecimento repentino da mamãe e do mamá... tadinha!!!!
Mas uma coisa que fiquei pensando enquanto estava lá é que até então, nesses 31 anos de vida, eu só havia ficado tanto tempo no hospital por motivo de saúde, para trazer ao mundo meus dois filhotes... isso é uma benção, não é? No mundo violento e doente de hoje, é realmente uma benção de Deus não ter que viver dentro de hospitais...
Uma outra coisa que quero registrar é que definitivamente ODEIO o percurso do quarto para o centro cirúrgico naquelas macas horríveis!!! É um sentimento horrível que invade a gente como um soco no estômago, pois ali não temos controle sobre mais nada, nossa visão fica limitada às lâmpadas dos corredores do hospital, e nosso corpo fica à mercê do maqueiro, e é difícil controlar o medo... só que já experimentou isso pode dizer como é ruim!
E o que dizer da anestetsia??? Foi diferente da que tomei para as cesarianas, porque naquelas eu fiquei acordada durante o procedimento, e nessa eu apaguei! Incrível como a gente dorme do nada e acorda do nada, sem a menor noção de tempo... eu não saberia dizer se a cirurgia durou 5 minutos ou 5 horas!!!! Ou seja, as horas que fiquei apagada foram horas mortas pra mim, pois não estava dormindo, não estava acordada, não estava viva!!! Ou seja, se o tempo já está passando rápido pra quem está em plena atividade, imagina pra quem perdeu preciosas horas apagada num centro cirúrgico!!!!
Então fiquei no déficit esse mês... horas irrecuperáveis...
Mesmo assim, dou Glórias ao meu Deus porque foram apenas algumas horas... poderiam ter sido semanas, meses... mas foram apenas algumas horas... obrigada, Deus meu! : )

terça-feira, 9 de setembro de 2008

09/09 - 3º Mêsversário do pacotinho rosa...

São 90 dias de vida... a pequena está crescendo a olhos vistos... gorduchinha e sorridente... continua comilona, ou melhor, "mamona", mas agora já fica um tempo maior no colo de outras pessoas sem ser a mamãe. Descobriu que sugar as mãozinhas é um passatempo delicioso... Já reconhece o som da música do móbile do berço, e o movimento dos bichinhos prende sua atenção. Faz muitos sons, barulhinhos, gritinhos e caretinhas diferentes. Já está pesando 6 kilos e medindo 60 cm!!! É um pacotinho bem pesado!! Os olhinhos continuam azuis, e os cabelinhos continuam em pé. É uma linda garotinha a nossa Maria Luísa... os 3 primeiros meses já se foram, e agora vamos a uma nova etapa... é um novo ciclo de desenvolvimento que se inicia a partir de agora... vamos introduzir alguns suquinhos de frutas e legumes, pois no próximo mês já vamos começar com as papinhas, já que a mamãe aqui volta ao batente no final de outubro... a amamentação exclusiva termina aqui... é hora de experimentar novos sabores!!

terça-feira, 2 de setembro de 2008

Quando entrar setembro...

Ontem me dei conta de que faltam agora menos de 2 meses para meu retorno ao trabalho... afinal, dia 27 de outubro eu volto ao batente... como será meu retorno? Será que eu ainda sei mexer no Apolo? Será que eu ainda lembro como fazer o que eu fazia antes de sair? Outro dia precisei do meu número de matrícula, e simplesmente fugiu da minha cabeça... caramba, o que a falta de exercitar o cérebro não faz, né? Ficar em casa meio que emburrece a gente... dá uma sensação de que terei que correr muito pra retomar o ritmo e acompanhar o esquema do pessoal que continuou trabalhando enquanto estive fora... sensação esquisita... mas, enfim, não vou ocupar minha mente com esse tipo de preocupação desde agora, afinal, como diz lá no livro de Matheus: "Não se preocupem com o dia de amanhã, pois o dia de amanhã trará suas próprias preocupações. Para cada dia bastam as suas próprias dificuldades" : )

quinta-feira, 14 de agosto de 2008

14 de Agosto - Dia do Aniversário do Guilherme



Hoje meu pequeno completa 5 anos de idade... 5 anos que passaram depressa demais! Ainda me lembro tão bem do nascimento dele... nossa!!!


Meu filhote é um garotinho carinhoso, esperto, falante, muito simpático e observador. Mas também tem seu lado bagunceiro, pirracento, teimoso e respondão... aliás, o moleque tem resposta pra tudo na ponta da língua!!! Meu Deus!!! E tudo ele quer saber, nada pode "passar batido" sem que ele pergunte do que se trata, pra quem é, pra que, porque, e por aí vai... é um "Fiscal de Posturas" de primeira hahahaha


Como irmão mais velho está tirando nota 10!!! É sempre carinhoso com a irmãzinha, atencioso, e sinto que será um grande amigo dela. A diferença de idade contribuiu muito, ele não se sente abandonado nem desvalorizado, mas já consegue entender que a bebê precisa de cuidados que ele já não precisa porque já sabe se virar sozinho em muitas coisas.


Gui, você é fera!!!!!!!!!! Eu, papai e Malu te amamos muitão mesmo!!! : )

segunda-feira, 11 de agosto de 2008

E a pequena completou 2 meses...



Deus, como o tempo está correndo... em ritmo de Olimpíadas de Pequim!! Ontem minha filha nasceu, hoje ela já está com 62 dias de vida! E o que dizer do Gui, que nessa próxima 5ª feira completará 5 anos? Caramba, o momento em que ele saiu da minha barriga ainda está tão vivo na minha memória que eu diria que foi anteontem...

Enfim... vamos falar um pouco sobre o segundo mês da pequena...

* Ela continua dormindo pouco, e consequentemente eu também... essa sem dúvida é a pior parte : (

* Já está começando a "papear" com aqueles gritinhos e comentários ininteligíveis (mas foférrimos). Também nos premia com sorrisinhos de vez em quando;

* Acompanha a movimentação ao redor dela, e adora ficar deitada na cama com a gente por perto, principalmente o Gui...

* Ela é apaixonada pelo ventilador de teto hahahaha acho que ela o elegeu como o melhor amigo dela, pois ele está em quase todos os lugares onde ela vai (casa da mamãe, casa da vovó, igreja, consultórios etc), e ela chega a sorrir quando o encontra;

* Já deve estar pesando uns 5 kilos (no mínimo), e pelo que medimos ela já está com quase 60 cm. Esse mês ela não tem consulta, porque a Dra Inez está viajando, então vai ficar na suposição mesmo.

* Os olhinhos continuam claros, mas eu ainda não garanto que vão ficar azulados como estão...

Acho que por enquanto é isso... ser mãe de dois não é mole... ainda bem que o Gui é um menino especial e tem sido compreensivo, dentro das limitações dele, mas isso já facilita bastante. Minha mãe também tem me dado apoio 100%, e o Gui adora ficar lá com os avós, o que também ajuda muito. Eu continuo acumulando milhagens no banco de horas de sono... depois de uns 3 ou 4 dias eu fico meio zumbi, aí tiro umas horas e me obrigo a descansar durante o dia, pra aguentar mais 3 ou 4 dias dormindo 4 horas por noite. A expectativa é de que ela melhore a partir dessa semana, depois de 2 meses completos... tomara... vamos ver no que vai dar : )

segunda-feira, 4 de agosto de 2008

O que te faz feliz?

Acabei de receber essa pergunta de uma amiga, a Sônia, e aceitei esse pequeno (será que é pequeno mesmo??) desafio... então, sabendo que não poderia incluir nas respostas nada do tipo "saúde da família", porque isso é óbvio, vamos à listinha que acabei de pensar aqui:
* Ver um filme de comédia e dar boas gargalhadas, acompanhada de amigos que curtam comédia, porque melhor coisa do que rir junto não tem... se for comédia romântica então, é a perfeição!!! Isso me faz feliz demais, deixa a alma leve como algodão ao vento...

* Receber amigos em casa me faz feliz!!! Fazer um lanche especial só pra recebê-los também!

* Fazer artesanato me deixa feliz! Ainda mais se for pra presentear alguém... fico toda boba quando digo "eu que FIZ especialmente pra você"...

* Comer chocolate sempre me fez feliz... chocolate me traz aconchego...

* Música me faz feliz! A música preenche os espaços, aproxima pessoas, traz de volta momentos marcantes, aquece o coração... amo música!

* Ver fotos me faz feliz... ahhhhhhhhhhh que delícia quando pego meus álbuns e sento pra ficar olhando, relembrando, matando saudades de épocas que não voltam mais...

* Ler um bom livro me faz feliz...

* Mudar o visual me faz feliz!!!!!!!!!! Nunca tinha parado pra pensar nisso, mas agora me veio à cabeça e é uma verdade! Eu adoro mudar o cabelo, e me sinto feliz comigo mesma quando me proporciono esses momentos!!

Por enquanto é o que me veio... : )

Uma linda novidade...


Semana passada recebi uma notícia maravilhosa: minha amiga Fernandinha está gravidíssima... ela e Emerson estão esperando um bebê que vai chegar em março... fiquei super feliz, e já aviso que estou na maior torcida para que seja uma menina, por um motivo óbvio: vai ser simplesmente lindo ver minha filha ser amiga da filha da minha melhor amiga!!! Enfim... menino ou menina, será muito amado e querido por todos nós... e eu já estou na fila pra dar banho nele ou nela... vou ser uma tia muito coruja!!! Dica, pode contar comigo pra te ajudar!!! Inclusive já estou contando os dias pra começarmos a frequentar as feiras de bebê... tudo de bom!!! Aos papais, desejo uma gravidez tranquila, repleta de momentos maravilhosos... que Papai do Céu abençoe esse feijãozinho aí dentro, para que ele cresça bem forte e saudável, e venha ao mundo trazer muitas alegrias e completar essa família que já é linda e amada!! Nossa, como eu já amo esse bebê... : )

quarta-feira, 9 de julho de 2008

09/07/08 - Hoje é um dia especial!



Hoje minha pequena comemora seu 1º mesversário!! E assim como eu fiz pro Gui, farei pra Malu também, então todo dia 09 de cada mês eu me comprometo a fazer bolinho pro lanche, então quem vier nos visitar nos dias 09 vai poder comemorar com a gente : )

O que dizer do primeiro mês: adaptação, mudança de horários, muitas fraldas pra trocar... a pequena não é mole não!!! É um bebê que já me mostrou que não tem nada a ver com o bebê que o Gui foi... o Gui era tão calminho, dormia muito, dava intervalos enormes entre as mamadas, dormia melhor à noite, amava o "bubu" (chupeta), e me deu pouco trabalho. Já a Maluzinha... ai, ai, ai... trocou o dia pela noite, não gosta, ou melhor ODEIA o raio do bubu, é VICIADA no peito, faz o meu peito de chupeta, os intervalos entre as mamadas são curtíssimos (cerca de 1 hora e meia), chora muuuuuuuuuuito e é brigona pra caramba!!! A bichinha veio de encomenda!!! E nessa idade não há que se falar em disciplina, castigo ou coisa do gênero... ela não tá nem aí pra isso, quer mais é mamar, mamar e mamar...

O Guilherme tem sido um irmãozinho super carinhoso, atencioso, grude mesmo! Ele a chama de "gotosa", de "princesinha", de "minha linda"... é um fofo! Mas às vezes quer beijar justamente quando ela começou a dormir... quer abraçar quando ela tá quietinha... quer puxar o pezinho, a mãozinha e a cabecinha pra dar beijo... e a gente não pode brigar toda hora, senão o jogo pode se inverter e ele ficar magoado com isso. Afinal, a pequena veio pra transformar o mundo dele (e o nosso) e tem exigido muita atenção, como qualquer bebê.

Eu posso dizer que estou um caco! Cansada pra caramba, com horas e horas de sono acumulado, mas não posso negar que estou apaixonada pelo pacotinho rosa! Ela é linda! Com ela a nossa família ficou completa! Ela trouxe um mundo cor de rosa pra uma casa onde o rosa era raridade, e já não saberíamos viver sem ela por aqui. Agradeço muito a Deus por mais esse presente : )

quarta-feira, 2 de julho de 2008

09/06/2008 - O Parto

No dia 09 de junho às 4 da manhã eu já estava acordada, me preparando pra ir pro hospital. Não, a bolsa não estourou no meio da noite, foi o Dr. Júlio quem pediu que nós estivéssemos no Santa Martha às 5 da manhã. Segundo ele, quem chega depois desse horário já não consegue mais ser operado no primeiro horário, e ele pretendia trazer a Malu ao mundo às 8:00 horas. Então, lá fomos nós (eu, o marido, mamãe e Fernandinha) super cedo pro hospital.

Falando em Fernandinha, mais uma vez minha amiga arrasou!!! Ela se prontificou a entrar comigo na sala de parto e tirar as fotos, já que o marido não tem a menor vocação pra fotógrafo de parto hahaha E a menina foi mil!!! Me deu apoio, registrou tudo, aguentou firme as emoções do momento, ainda ficou comigo no quarto depois do parto até o horário de visita, e deu um show de amizade e companheirismo!!! Minha amiga, essa eu fico te devendo, e prometo pagar com o maior prazer quando o seu "momento mãe" chegar!!

O parto foi um caso à parte. Eu estava muito mais nervosa do que no parto do Gui, principalmente com relação à aplicação da anestesia, pq no Gui eu me lembro de ter dado um pequeno "tranco" na hora q o anestesista enfiou a agulha na minha coluna, e estava com medo de repetir isso, e minha pulsação estava lá em cima quando o anestesista começou a me preparar pra agulhada. Quem me apoiou foi a Dra. Inez, pediatra do Gui e que graças a Deus aceitou acompanhar o parto da Malu. Ela foi ótima!!!!!!! Me acalmou, orientou a Fernanda, deu suporte e me passou a tranquilidade que eu precisava pro momento. Nota dez pra ela!!! Eu já gostava dela como pediatra, agora gosto mais ainda como pessoa.

Enfim, anestesia aplicada, iniciou-se o parto. O problema é que eu senti a anestesia "subindo" pra parte de cima do meu corpo, e com isso fiquei com a sensação de não estar conseguindo respirar. Isso me deixou muito nervosa, eu realmente tive a impressão de que iria morrer ali na mesa de cirurgia. O nervosismo fez com que eu começasse a tossir (mas tossir anestesiada é super esquisito, vc sente a tosse por dentro mas não consegue tossir de verdade), e a vomitar também. Ou seja, não aproveitei nada o nascimento da minha pequena, não consegui vê-la direito assim que saiu da barriga (como eu consegui ver o Gui), não me recordo de ter ouvido o chorinho dela e não pude fazer carinho nela porque simplesmente meus braços estavam anestesiados. A Fernanda ainda tentou tirar umas fotos, mas eu não consegui nem sorrir direito, estava muito grogue mesmo. Uma pena...



Mas o mais importante de tudo é que a minha Malu nasceu linda, grandona e cheia de sáude (me lembro do anestesista me perguntando se eu havia comido fermento quando o Dr. Julio a puxou, pois era um bebezão!!!). Afinal, ela nasceu com 3.500 kg e 50 cm, e era a maior menina do berçário! Deus mais uma vez nos abençoou com uma filha perfeita e saudável! E isso não tem preço : )


É tempo de retornar...

Aos poucos vou retomar minhas postagens... quero registrar o relato do parto e outros momentos do dia-a-dia desde a chegada da Malu, pra não esquecer... afinal, minha pequena já está com quase 30 dias, e desde que ela nasceu eu ainda não consegui passar por aqui pra escrever nem uma linha sequer. Mas vou me esforçar pra não abandonar o blog, já que depois eu mesma vou gostar de reler tudo isso. Então vamos lá, mãos à obra, ou melhor, ao teclado : )

domingo, 8 de junho de 2008

Contagem regressiva...

Faltam menos de 24 horas pra eu finalmente conhecer minha pequena pessoalmente... a cesárea está marcada para amanhã, 09/06, às 8 da manhã! Estou um tanto ansiosa, um tanto nervosa, um tanto preocupada, e um tanto tranquila... hahahaha mistura total de sentimentos!!! A tranquilidade é aquela que não sei explicar, aquela do tipo que Deus vem e coloca no nosso coração e que nos dá a certeza de que vai dar tudo certo! Eu sei que nada vai dar errado, porque meu Deus é Fiel e jamais me desampararia, e ainda assim aquele nervosinho básico que sempre antecede os maiores momentos da nossa vida já puxou o banquinho e sentou aqui dentro de mim.


O fato já de ter um pequeno que também ainda precisa muito de mim é um fator importante nessa minha preocupação... passa de tudo pela minha cabeça... Por f alar nele, o Guilherme está contando os dias (literalmente) para a chegada da irmã... hoje ele já perguntou algumas vezes (só pra confirmar): "Mãe, só falta um dia pra Maria Luísa chegar, né?". Ele está tão ansioso que essa noite ele acordava quando me via levantar da cama (nas trezentas vezes que me levanto durante a noite, seja pra fazer pipi, pra beber água, pra beber Mylanta por causa da azia, etc), e chegou a levantar atrás de mim (acho que pra se certificar que a irmã não estava nascendo hehehe), e amanhã quando ele acordar e contarem pra ele que eu, o pai dele e a avó fomos pro hospital ele vai ficar doidinho até poder ir também... esse é meu filho hehehehe


Por falar em hospital, quem vai acompanhar o parto e registrar o momento com fotos é a Fernandinha!!! Eu já estava conformada de entrar sozinha, como entrei no do Gui, mas dessa vez ela se mostrou cheia de disposição pra encarar este desafio! Achei super legal, pela companhia de uma amiga tão especial e pelas fotos... obrigada, amiga : )


Bem, tenho algumas fotinhas interessantes desses preparativos e quero postar aqui:
O quartinho dos pequenos:
As roupinhas da Malu no varal:
O barrigão de 39 semanas:



Bem, agora meu próximo post será apresentando minha pequena a "este mundão que Deus deu", como dizia minha vó... peço apenas que orem por mim e por minha família neste momento tão marcante : )

segunda-feira, 26 de maio de 2008

Aniversário do bloguinho...

Hoje estava conversando com um primo meu no msn, o Danilo, e papo vai, papo vem, comentamos sobre a vó fofinha, e me lembrei que um dos primeiros posts aqui no blog fala sobre ela... não foi o primeiro post, mas foi o segundo, postado em 10/05/2006... aí fui ver a data do primeiro post, e foi em 09/05/2006, ou seja, o cantinho aqui acabou de completar 02 aninhos! Parabéns pra nós!!! De vez em quando releio posts mais antigos, e eu adoro ter esse "arquivo" aqui à minha disposição... não acredito que alguém mais além de mim mesma já tenha lido todos os posts desse blog, mas isso não é o mais importante... o mais legal é saber que de vez em quando alguém passa por aqui, e divide comigo momentos preciosos (dignos de serem registrados), e daqui a 10, 20 anos ainda pretendo ter esse cantinho... : )

segunda-feira, 12 de maio de 2008

Luiza ou Luísa?

Pois bem, quando escolhemos o nome da nossa menina, definimos que seria com "z", Maria Luiza... mas aí, tempo vai, tempo vem, e uma pessoinha muuuuito especial ficava assim pra mim "mas Lili, porque vc não coloca com "s", é tão lindo, tão delicado"... então, atendendo aos pedidos da Vovó Nicéia, concluímos que não haveria problema em conceder-lhe esse pequeno "mimo", e mudamos então para Maria Luísa...

Às amigas Dani e Bina, que já nos deram presentes personalizados, sem problemas, não fiquem chateadas, ok? Os presentes serão muito usados, independentemente do "s" ou "z" hehehe

À amiga Maria Luiza, pessoa doce e querida que certamente contribuiu favoravelmente na escolha do nome (pois se vc fosse uma bruxa eu jamais escolheria esse nome hahahaha), sei que o seu é com "z", mas vc está autorizadíssima a continuar chamando-a de Maluzinha, ok?

Aos demais, sei que é apenas um detalhe, mas que achei interessante registrar aqui, inclusive essa semana ela ganhou do papai essa linda pulseirinha, já devidamente gravada com do jeitinho que ela será registrada:



Não é linda essa pulseirinha??? O papai que escolheu! E ainda ganhou os brinquinho de pedrinha rosa! Lindos!

E vou até aproveitar pra falar de um outro detalhe que eu não tinha percebido, mas que dia desses num papo com o marido ele comentou e eu achei super interessante: Maria Luísa tem as nossas iniciais... Marcos e Liliane... interessante, né? Coisas da cabeça do marido...

Posted by Picasa

sábado, 3 de maio de 2008

Chaversário!

Foi uma delícia reunir meus amigos e família pra comemorar mais um ano de vida... como eu AMO esses momentos!!! Foi super divertido, a mesa que minha amigona Fernandinha preparou estava LINDA, comida deliciosa, gente maneira e uma programação especial que mamãe montou, com momentos engraçadíssimos! Adorei!
Seguem algumas fotos:







Cara de um, focinho do outro?? Acho que dessa vez não...

Perfil da Malu:
Perfil do Gui:


Comparem os perfis e me digam: a Malu é totalmente diferente do Gui, né não? Será que ela vai se parecer com a mamãe? Uma coisa é certa: a bichinha é narigudinha hahahaha


segunda-feira, 28 de abril de 2008

Aniversário!

Como ontem não deu pra passar aqui pra postar, vou fazer isso hoje, já que aniversário é uma vez por ano e não dá pra deixar passar em branco, né? E como hoje eu já acordei com 31 anos de idade definitivamente completos, acho que o grau de maturidade adquirido já está mais elevado, então quem sabe as palavras serão até mais sábias do que se tivesse postado antes, não é? hehehe bem, estava aqui pensando sobre o que poderia postar pra marcar essa data, e sabe o que me veio à cabeça? Uma música do Palavra Cantada chamada "Aniversário" (pra quem nunca ouviu falar do Palavra Cantada, no YouTube tem vários clipes deles ou então usando música deles como trilha sonora, inclusive usando essa do aniversário tem um clipe fofinho de um garotinho chamado Mateus, uma graça!). Mas voltando ao assunto, a música é simples e repetitiva, mas a letra é interessante, diz assim: "hoje eu sinto que cresci bastante, hoje sinto que sou muito grande, hoje sinto que sou um gigante, do tamanho de um elefante, mas é que hoje é meu aniversário, e quando chega o meu aniversário, eu me sinto bem maior, bem maior, bem maior, bem maior do que eu era antes"... é só isso, sendo que o garotinho canta umas 10 vezes hahaha mas fiquei pensando que na cabeça da criança (e da gente tb) às vezes é assim mesmo que funciona... no fundo a gente se sente "bem maior" quando faz mais um ano de vida... afinal, é um ciclo de vida que se fecha e outro que começa, e as experiências adquiridas vão nos tornando maiores mesmo a cada ano. Ano passado alguém me disse que a realidade dos 30 só chega mesmo aos 31, e talvez seja mesmo assim. Porque os 30 ainda estão muito próximos dos 29, então apenas aos 31 essa distância parece que começa a ficar maior... ainda é cedo pra eu afirmar isso, afinal, só tenho 31 há pouco mais de 24 horas... mas vou prestar atenção nisso...

Enfim, fazer aniversário é algo que me deixa feliz, é vida que se renova, e o que realmente marca esse momento são palavras que a gente recebe, seja pessoalmente, ou por torpedos, scraps no orkut, e-mails, recadinhos no blog... tanta gente lembra da gente que isso nos faz sentir especiais... hoje quando fui ler minha página de recados no orkut até me emocionei, pois foram mais de 3 páginas de palavras doces e carinhosas... que delícia!!! Respondi cada uma delas com muito amor e carinho... e sei que foram todas verdadeiras e espontâneas, algumas de pessoas que já contava receber e outras de pessoas que me surpreenderam por separarem 2 minutinhos pra me deixar uma palavrinha de amizade e carinho. Muito bom se sentir amada e querida!

Mas falando um pouco sobre o dia de ontem... fizemos um programinha de índio hahahaha é que fui levar minha irmã pra fazer uma prova em Angra, então saímos cedo de casa, e só retornamos à noite... e cá entre nós, Angra pode ter praias lindas, mas são todas inacessíveis de carro... e isso tornou as coisas um pouco menos bonitas do que imaginei... ficamos eu, Marquinho, Gui e mamãe rodando de carro pra lá e pra cá, enrolando pro tempo passar... sem praia bonita, sem fotos, sem almoço à beira mar hahahaha mas tá bom também! À noite, já exausta e com os pés muuuuuuuuito inchados, ganhei da família cachorro quente e bolinho, providenciados pelo Xande e pela Roberta, e com isso marquei meus 31! E dia 1º de maio eu vou comemorar de verdade, reunindo os amigos e família pra bolo, brigadeiro, parabéns e fotos : )

terça-feira, 15 de abril de 2008

Muito legal!

Tenho uma amiga, a Catharina, que está postando no blog dela as fotos de crianças que ela acha lindas, filhos e filhas de amigos... hoje passei lá pra dar uma espiada e vi a foto do Gui num post cheio de charme... adorei!! Obrigada pelo carinho!! Beijocas pra vc!

Convite


segunda-feira, 7 de abril de 2008

E daqui a 20 dias...

... eu farei 31! Já me disseram que a crise dos 30 ghega de verdade aos 31... será? Acho que comigo não vai ser assim não... é claro que ano passado eu estava me sentindo mais bonita, isso não nego, afinal não estava grávida de 30 semanas (na verdade estarei com 33 no dia 37), não estava me sentindo cansada e com o sobrepeso que uma gestação traz... e por mais que me digam "você está linda" hahahaha meu conceito de "linda" não inclui esse barrigão, essas pernas inchadas e esse rosto hiper mega redondo hahahaha mas ainda tenho 2 meses pela frente, e se já estou me sentindo enorme hoje imagina daqui a 60 dias...
A Malu está a mil, li no blog da Wania que a partir da 28ª semana o bebê se mexe menos, mas aqui não tem isso não, acho que ninguém avisou pra Maluzinha que ela já tem 30 semanas e pode começar a diminuir o ritmo hahaha caramba, a bichinha não pára!!! É chute, soco, cabeçada, pra todo lado, o tempo todo! Sinal de saúde, eu sei... mas depois que passa a fase do "ai, que gostoso sentir o bebê mexer" é que são elas... e às vezes dói!!! Mas é assim mesmo, né?
Ela deve chegar entre os dias 09 e 15 de junho. O parto realmente será uma cesárea (já conversei com dr. Júlio), mas tenho a intenção de esperar o rompimento da bolsa, contrações, ou algo assim, algum sinal do corpo de que é chegado o momento. Na vez do Gui não deu pra esperar pois eu estava passando mal, vamos ver como vai ser agora.
Tá vendo só como é cabeça de grávida? Comecei falando do MEU aniversário e já tô aqui falando da Malu... tem jeito não... e ela tá aqui se mexendo, deve ser hora da "faxina" hahahaha...

quinta-feira, 3 de abril de 2008

Lilypie Expecting a baby Ticker

Fotos do meu noivinho lindooooooooooooo








Isso aqui já tá criando teia de aranha... caramba!

Meu cantinho tá muito abandonado... não posto aqui desde 23 de feveiro!!! Que absurdo!!! Como posso deixar meus fiéis leitores na mão desse jeito???? (hahahahaha essa foi ótima) E não é por falta do que dizer, afinal sempre há algo a ser dito... é pura e simples FALTA DE TEMPO...

Março foi um mês que não vi passar... mas alguns acontecimentos eu vou registrar:

* Fui à Expo Bebê e Gestante e finalmente comprei roupinhas pra Maluzinha. A bichinha já está quase chegando e eu não tinha comprado nada... agora sim, ela tem um enxoval básico prontinho pra ser usado!

* No dia 17 eu e Marquinho completamos 7 anos de casados! Uau!!! Pra não passar totalmente em branco, fomos ao cinema e lanchamos no shopping. Programa super básico, eu sei, mas um dia ainda vamos comemorar nosso aniversário com uma viagem especial...

* No dia 19 reencontrei amigos especiais!! Eu, Jaque, Malu, Fabinho, a noiva do Fabinho e Paty combinamos um almoço no Plaza, e passamos horas e horas rindo muito e fofocando mais ainda!! Foi uma delíciaaaaaaaaaa!!!

* No dia 23 apresentamos um musical de Páscoa na igreja, e foi maravilhoso!! Vamos repetir a dose dia 06/04, tenho certeza que Deus vai abençoar ainda mais!

* No dia 29 fomos pra Vitória, pro casamento da Lydi e do Rodrigo. Sem palavras pra descrever a emoção daquele momento. Cerimônia linda, decoração, roupas, festa, alegria, realização, enfim, só sentimentos bons e encontrar a família Amorim é sempre uma festa!!! O Gui foi pajem (já vou postar fotos) e arrasou!!!

* No dia 30 meu amor completou 3.9!!! É marido, ano que vem os quarenta te alcançam, hein!!! Comemoramos lá em Vitória mesmo, junto com a galera de lá!

ufa... acho que foi isso...

"...são as águas de março fechando o verão, é promessa de vida no meu coração..."

sábado, 23 de fevereiro de 2008

quarta-feira, 20 de fevereiro de 2008

Pois é, "Viva a independência!"...

Ontem o Gui viajou com mamãe. Levamos os dois à rodoviária, e lá foi ele todo serelepe pra Conceição da Barra, passar a semana na casa da tia Xanda... achei interessante que Xanda ligou e me perguntou se eu tinha deixado numa boa... ela mesma me disse que não sabe se deixaria... mas porque eu não haveria de deixar? (foi o que respondi a ela e a mim mesma) Ora, por enquanto eu ainda me dou ao luxo de "deixar ou não deixar"... Pior vai ser quando ele nem me avisar onde está indo... Mas aqui entre nós, vou contar um segredo: depois que vi ele sentadinho lá dentro me dando tchau na janela, não deu pra segurar as lágrimas não... sei lá, dá um aperto no coração, ver meu filho indo sem mim... fiquei meio caída... o marido logo me consolou, dizendo que é isso mesmo, que a gente está certo, que tem mesmo que ser assim, etc e tal. E eu não estou triste nem arrependida por ter deixado. Só que a saudade (e uma pontinha de preocupação absolutamente normal) resolveu pegar um megafone e GRITAR, e a sensação de vazio quando chegamos em casa sem ele foi horrível... daqui a pouco vou ligar pra ele, pra saber como foi a viagem... pois é, sinto que já estou começando a colher os frutos da independência que eu mesma sempre semeei (e pretendo continuar semeando, com ele e com a Malu), porque entendo ser este o melhor caminho. Então é assim que tem que ser. Quem semeia colhe. E espero que meu filhote tenha uma semana deliciosa!!!! (e que se comporte como um rapazinho muito educado ; )
ps.: esqueci de comentar q teve uma hora que o Gui perguntou se a Maria Luiza iria também, aí eu disse que não, e sabe qual foi a resposta dele? "então quando ela nascer fala pra ela que eu mandei um beijo, tá bom?" hahahahahaha é mole????

terça-feira, 5 de fevereiro de 2008

sexta-feira, 25 de janeiro de 2008

Papos interessantes...

* Dia desses, o Gui vira pra mim e pergunta: "Ô mãe, o bebê fica só deitadinho aí dentro da sua barriga, né?". Aí eu respondi que sim. Nisso ele me manda essa: "ah, eu já sei, ele fica aí deitado e o seu coração é a almofadinha dele, né?" hahahahahaha Deu vontade de apertar! hahahaha

* Pra quem convive com ele um pouco, sabe que a qualquer sinal de contrariá-lo ele logo fala: "então não vou mais ser seu amigo"... Só que agora ele deu pra me "intimidar" com a seguinte ameaça: "então não vou te ajudar com a Maria Luiza!! E quando você falar pra mim "ô Guilherme, dá mamadeira pra Maria Luiza?" Aí eu vou dizer "NÃO!!" hehehehe eu mereço!!!

segunda-feira, 14 de janeiro de 2008

Uma arteirinha a caminho...

Hoje fiz a ultra, e depois do médico muito "futucar" minha barriga pra que o bebê se mexesse e abrisse as perninhas... lá estava ela, minha arteirinha!!! Estou muuuuuuuuuuito feliz : ) E já escolhemos o nome: Maria Luiza! Malu, Maluzinha, esperada e amada! Será que vai ter cabelinhos cacheados dessa vez? Será que vai ter olhinhos verdinhos? Ou será que mais uma vez vai ser a cara do papai? Seja como for, de uma coisa tenho certeza: vai ser LINDA!!!
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...