sexta-feira, 31 de julho de 2009

E os dirigiu com mãos precavidas...

Há mais de 15 anos eu tenho um livro que tem me acompanhado, é um livro de devocionais (pequenas reflexões bíblicas) para cada dia do ano, e é claro que ao longo de tantos anos eu já li algumas das mensagens várias vezes. Mas nenhuma me marcou tanto quanto esta, que é a do dia 31 de Julho, e todo ano, quando eu me lembro que é o dia 31/07, logo associo ao versículo base dessa linda e poderosa reflexão. O nome do livro é Mananciais no Deserto, de Lettie Cowman. Eu sempre penso comigo mesma que esse não é apenas mais um livro, é O livro. Tantas e tantas vezes eu já me senti amparada e fortalecida pelas palavras que nele encontrei, assim como já usei as mensagens para ajudar tantas pessoas... não dá pra dizer que não é um livro cuja inspiração vem do alto...

E hoje pela manhã eu realmente precisava de uma palavra como essa, pois estou terminando uma semana complicada, Maluzita com garganta inflamada, deu um susto na gente com uma febre altíssima de 40º, e essa nova gripe que tem deixado todo mundo de cabelo em pé e com o pé atrás... meu médico querendo que eu fique em casa por uns dias, meu trabalho querendo que eu dê um jeito mas vá trabalhar, minha família e meus amigos me dizendo que não vale a pena arriscar... que complicado!!!

No fim das contas concluo que tudo gira em torno de números, de estatísticas não alcançadas no trabalho, da grana a mais que eu vou receber ou não de acordo com meu desempenho nesse próximo mês... ai, ai, ai... às vezes é difícil tomar algumas decisões que à princípio parecem óbvias, do tipo "grana ou saúde?". No momento preciso muito das duas. Mas nenhuma delas está sob meu controle. Não sei bem o que fazer. Vou falar com meu Paizinho e pedir que Ele tome as melhores decisões por mim.

Dito tudo isso, leia a reflexão e me diga se não é perfeita para o meu momento, para o meu dia 31 de Julho?


E os dirigiu com mãos precavidas. (Sl 78.72.)


Quando você estiver em dúvida sobre que direção tomar, submeta o seu poder de julgar inteiramente ao Espírito de Deus e peça-Lhe para fechar todas as portas, menos a certa. Enquanto isso continue a agir como sempre, e considere a ausência de orientação, como sendo uma indicação de Deus de que você está no trilho certo.

Quando estiver descendo o longo corredor da vida, você descobrirá que o Senhor já o precedeu, e fechou muitas portas, por onde você certamente teria entrado; mas esteja seguro de que mais além dessas existe uma que Ele deixou aberta. Entre por ela, e se encontrará face a face com uma curva do rio da oportunidade, que é mais largo e profundo do que você teria imaginado em seus melhores sonhos. Lance-se nele: ele conduz para o oceano.


Deus nos guia muitas vezes pelas circunstâncias. Em certo momento, o caminho pode parecer totalmente bloqueado; e então, logo a seguir, acontece uma coisa simples, que pode não parecer nada aos outros, mas que para os olhos da fé significa um mundo. Às vezes, essas coisas se repetem de várias maneiras, em resposta à oração. Não são meros resultados do acaso, e sim a abertura de circunstâncias na direção do nosso alvo, exatamente como acontece com as luzes quando nos aproximamos de uma cidade populosa num expresso noturno. — F. B. Meyer


Se buscarmos a orientação do Senhor, Ele nos guiará; mas não alimentará nossa desconfiança ou meia confiança Nele, mostrando a nós o mapa de todos os propósitos que tem a nosso respeito. Mostrará apenas um caminho, o qual Ele irá abrindo aos nossos olhos mais e mais, se seguirmos animados e confiantes.

Um comentário:

Raquel, Emerson e JP disse...

Liliane, que reflexão linda e perfeita !!!
Desejo que Deus lhe mostre realmente o caminho certo !
É muito bom quando Deus fala assim tão claramente com a gente, né ?
Deus se importa muito conosco, precisamos lembrar disso a cada dia.
Beijos em todos !
Saudades....

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...