quarta-feira, 21 de julho de 2010

Dia cinza : (

Tantas coisas acontecem em nossa vida sem que a gente entenda. Tantas vezes a gente chega a pensar que Deus acabou nos esquecendo, mesmo que por alguns centésimos de segundo, no meio de tanta gente pra Ele cuidar. Tantas e tantas vezes sonhamos, colocamos nossos sonhos no Altar, e quando parece que enfim o sonho vai se tornar realidade tudo vem abaixo e vira pesadelo. Sabrina e Pablo, sinto muito mesmo pela perda de vocês. Choro daqui juntinho... podem contar comigo e com meus ouvidos e ombros sempre! Sei que "amanhã" vamos ver o agir de Deus e tudo isso vai ser transformado para um propósito maior e melhor na vida de vocês (nas nossas vidas), mas entendo que hoje é difícil enxergar por esse ângulo. Se eu entendo, que dirá nosso Pai! Ele nos entende e sabe das nossas limitações. Ele está no controle.   

Então, fui procurar forças Naquele que Tudo pode, e me deparei com esta reflexão, que fala muito sobre o que tem passado em nosso coração nesta manhã. Que esta palavra possa nos animar e renovar nossas forças:

Rogo-te que mais esta vez faça eu a prova com a lã. (Jz 6.39.)


Nossa fé se desenvolve por estágios. Numa fase da experiência cristã, só conseguimos crer se tivermos algum sinal ou uma grande manifestação de sentimentos. Como Gideão, apalpamos o nosso velo de lã e, se ele estiver molhado, nós nos dispomos a crer em Deus. Esta fé pode ser verdadeira, mas é imperfeita. Ele sempre procura algum sentimento, algum sinal, além da Palavra de Deus. Quando confiamos em Deus sem nada sentir, denotamos um bom avanço na fé. É uma coisa bendita crer sem ter nenhuma emoção.

Há um terceiro estágio da fé, que transcende a esse de Gideão e seu velo. O primeiro crê quando há emoções favoráveis; o segundo, quando não há emoções; mas a terceira forma de fé crê em Deus e na Sua Palavra, quando as circunstâncias, os sentimentos, as aparências, as pessoas e a razão indicam o contrário.

Paulo exercitou este tipo de fé em Atos 27.20, 25: "Não aparecendo, havia já alguns dias, nem sol nem estrelas, caindo sobre nós grande tempestade, dissipou-se afinal toda a esperança de salvamento." Não obstante tudo isso, Paulo disse: "Senhores, tende bom ânimo; pois eu confio em Deus, que sucederá do modo por que me foi dito."

Que Deus nos dê fé para confiarmos plenamente na Sua Palavra, embora tudo mais dê testemunho em contrário. — C. H. P.

Extraído do livro Mananciais no Deserto - reflexão 21 de Julho

# pra quem não sabe, pra mim dia cinza = dia triste : (

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...