quinta-feira, 9 de setembro de 2010

2 perguntinhas interessantes...

* Você GOSTA de ajudar?
* Você SABE ajudar?

A razão dessas perguntas é muito simples: ao pensar no ato de ajudar, podemos dizer que existem duas categorias de pessoas numa situação como esta, as pessoas que precisam de ajuda e as pessoas que podem ajudar. Certo? 

Acontece que nem sempre aqueles que precisam de ajuda querem ser ajudados. Mas no meu post quero falar daqueles que precisam e querem ser ajudados. Pense aí se você conhece alguém hoje que pode estar precisando de ajuda e que quer muito receber um empurrãozinho, uma ajudinha, uma "ajudona", ou coisa parecida. Não é difícil olhar ao redor e ver que a maioria das pessoas que nos cercam (senão todas elas) estão precisando de ajuda de alguma maneira, né? Nós fomos criados para ajudarmos e sermos ajudados, como parte de um só corpo.

Agora vamos falar da outra categoria de pessoas, sem ser aquelas que precisam de ajuda. São aquelas que podem ajudar. Tenho visto situações que me irritam muito. Pessoas que podem ajudar negando ajuda, ou simplesmente sendo indiferente à necessidade do outro. Gente que só olha pro próprio umbigo, que só vê problemas em sua própria vida, e que sempre se coloca numa situação pior do que a do outro. Caramba, que  coisa irritante!!! 

E tem gente que se diz solidária, gente que se diz ajudadora, mas que no fundo no fundo não age, é só discurso, só teoria!!! Quero ver vestir a camisa e botar a mão na massa!!!

Tem gente que tem grana e poderia ajudar muito, e não ajuda NADA. Tem gente que não tem grana e DIVIDE o pouco que tem. Tem gente que não tem nada pra dar, nem carinho, nem ao menos solidariedade. Esses são os piores. São os vazios de alma.

Só sei que ando irritada com algumas situações, algumas pessoas, algumas posturas... tento viver minha vida sem perder meu tempo pensando nisso, e geralmente saio no lucro, porque ganho muito mais do que o que dou de mim mesma. 

Não tenho grana. Queria ter pra poder dividir com quem me cerca. Tem gente perto de mim que mereceria ter alguns sonhos realizados, e estão impedidos por questões financeiras. Então eu dou o que eu tenho. Dou apoio, dou carinho, dou solidariedade... e se for preciso comprar algo para ajudar, e eu puder comprar, eu compro. Sem receios e sem medo de ser feliz. Não entendo como pode ter gente que não aja da mesma forma. Não deveríamos ser todos assim? Se eu tenho algo que meu próximo precisa e posso dar a ele sem que me prejudique ou me faça falta, eu dou e pronto. Seja lá o que for. 

Tem gente perto de mim que não merece ter o que tem. Gente que só sabe reclamar da vida. Gente que não enxerga a necessidade do outro nem que leve um tapa na cara com ela. Gente indiferente. Gente que não se importa. Gente que pode oferecer muito e só oferece o "ombro", e ainda acha que está abafando. Por favor, não me venha com papo furado, dá uma olhada no seu saldo bancário e pensa direitinho se é só o "ombro" que você pode oferecer a quem precisa!!!! 

Ando realmente muito cansada e irritada com pessoas assim. Saco totalmente cheio de pessoas vazias! : (

2 comentários:

Anônimo disse...

Amo suas idéias e a forma como as traduz.Leio sempre.É isso.
Beijo!
Adriana Barros.
...não anônima...rs.

Fabiana Lazzari disse...

Que legal amiga!
Parabéns pelo novo carro!
Ah..vi o site do teu irmão e já divulguei por aqui.
bjocas
Fabi

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...