segunda-feira, 21 de fevereiro de 2011

Cansada demais da conta!!! : (

Esse fim de semana eu consegui me superar! Fazia tempo que eu não me esgotava tanto... tô tão cansada que meu corpo tá todo dolorido... tenho mais idade pra essas coisas não rsrsrsrs...

O sábado começou antes das 7 por causa da pós; a aula terminou ao meio-dia, naquele sol de 37° com "sensação térmica" (maldita hora que inventaram esse conceito) de 175°. Até chegar em casa, lá pelas 13 e tantas horas, a sensação térmica já era de 355°. Cheguei em casa, ajudei Marquinho a terminar de arrumar o trio, entramos no carro e fomos almoçar. Chegamos de volta já eram mais de 3 da tarde. Arrumei as tranqueiras e fiquei esperando o marido da minha amiga ir me pegar, porque eu fiquei de dar uma mãozinha pra ela na decoração da festinha do seu filhote... fiquei na casa dela até umas oito. Volto pra casa, cuido das crianças, vejo um pouco de TV, e já são quase meia-noite. Caio na cama e apago.

Domingo de manhã, já acordo pensando em almoço (pq não há grana que baste pra almoçar fora com mais 4 pessoas de novo, né?!). A manhã passa que nem vejo. Às 14:00 hrs, lá vou eu pra casa da minha amiga, terminar os ajustes finais da festinha, que seria às 18hrs. Saí de lá umas cinco e tal, fui pra casa, arrumei a galerinha, entramos no carro e voltamos pra curtir a festinha... saímos de lá umas 22 e pouca, passei na casa de mamãe (que finalmente voltou pra casa, depois de uma semana em Sampa #quefaltaqueelamefaz!), fiquei lá um tempinho pro trio matar as saudades... fomos pra casa, banho nos 3, banho em mim, desmaio na cama, mas tô tão podre que demoro horas pra conseguir ferrar no sono (pois é, tenho essa peculiaridade: quanto mais cansada, mais demoro pra dormir!!! #invejadomaridoquebateehiberna). Às 3 e pouca da manhã, como já é costume, o filho nº 3 acorda e chora pra ir pra nossa cama. Jogo ele lá no meio, durmo mais um pouco. Sangue vai esfriando, corpo vai ficando dolorido, mostrando que peguei pesado pra ele nesses dois dias... e já são 7 da manhã, levanta que a semana começou!!!! Ficou cansado só de ler??? Imagina eu!!! rsrsrsrs tô só o pó, mais quebrada que arroz de terceira. Haja Targifor!!! hehehehe ; )

domingo, 20 de fevereiro de 2011

Ganhei um selinho ; )

A querida Jacke, do "O que tem hoje?", me mandou este selinho lindinho, que veio bem a calhar nessa semana (e já, já explico o motivo)!!!


Jacke, ADOREI!! Obrigada!

Agora tenho que presentear mais 10 blogs com o selinho:
3 - Wania
4 - Lídia
5 - Elô
8 - Mayane
9 - Vou ficar devendo rsrsrs
10 - Vou ficar devendo...

Mas a brincadeira só se completa depois que eu falar 10 coisas sobre mim, então vamos lá:

1 - Não tô curtindo nadinha acordar 6.45 aos sábados pra ir pra pós!! rsrsrs
2 - Adoro ter um marido que sabe e gosta de cozinhar!! ; )
3 - Adoro planejar festinhas de aniversário!! Adoro comemorar aniversário!!!
4 - Adoro fotografar meus filhos!
5 - Adoro fazer bolo de cenoura com calda de chocolate só pra ver o Gui comendo com o maior prazer do mundo (temos essa paixão em comum rsrsrs)
6 - Adoro dar banho em bebês, principalmente recém-nascidos!
7 - AMO picolé (Magnun, Tablito, Diplomata, Mega hummm)!!!! (Adoro sorvete, mas picolé eu AMO!!)
8 - Acredito nas pessoas e raramente imagino que possa haver "segundas intenções" por trás do que vejo ou ouço. Não é por inocência minha, é porque eu realmente acredito que as pessoas ao meu redor gostem tanto da verdade quanto eu...
9 - Sou compassiva, me envolvo com os problemas daqueles que cercam e pra minha felicidade me casei com um homem que também é assim. Essa talvez seja a qualidade que mais admiro nele!!! Indiferença com o próximo aqui em casa não tem vez!
10 - Adoro o outono!!!! (primavera que me desculpe, eu tb curto muito a estação das flores, mas as noites de outono são TUDOOOOOOOOOOO - especialmente porque é a estação do meu aniversário, né?! ; )

segunda-feira, 7 de fevereiro de 2011

sexta-feira, 4 de fevereiro de 2011

Tô muito chique!!! rsrsrsrs

Minha querida amiga e fotógrafa Adriana Olveira publicou um post meu no blog dela, ó que maneiro!!! hahahaha

Assim eu vou pensar que sei mesmo escrever, né? rsrsrsrs

Conheci a Adri em meados do ano 2000, quando estava planejando meu casamento, e procurava por um fotógrafo que fizesse algo mais que aqueles álbuns com capa de veludo e fotos engessadas, porque eu sempre gostei de fotografia e nas revistas de noivas já se começava a falar na tal "foto espontânea" em casamentos, e me identifiquei muito com aquele tipo de fotografia, mas como toda novidade era um trabalho ainda muito caro e eu não teria como bancar um fotógrafo daqueles da revista, né?

Aí, um belo dia, chego na faculdade e dou de cara com uma pequena exposição de fotos, e me encantei com o jeitinho daquela fotógrafa, me identifiquei com o olhar dela, muito embora não tivesse fotos de casamento naquela exposição, e vi um cartãozinho colado na moldura de um dos quadros, e resolvi arriscar... liguei pra ela, e foi amizade à primeira vista!! rsrsrs de lá pra cá, não perdemos mais contato, já a indiquei trocentas vezes, AMO meu álbum de casamento, AMEI o book que ela fez da família quando eu estava grávida da Malu, conheço a casa dela, os filhos, marido, tudo que tenho direito hahaha

Ela é uma pessoa doce, maravilhosa, dessas que deixa qualquer noiva tranquila, qualquer grávida à vontade, e nem se percebe quando ela está só batendo papo e quando ela está batendo papo e clicando, só sei que quando as fotos chegam às nossas mãos a gente se surpreende com o número de fotos que ela tirou (uma mais linda que a outra), o número de momentos que ela captou (sem que a gente percebesse) e o resultado sempre é impecável!!

No momento ela está gravidíssima da Sophia, a terceirinha dela, e no sábado vamos comemorar juntas o 7º aninho da Ana Clara, a filha do meio, uma menina especial e muito amada também!!

Adri, obrigada por participar de momentos especiais da minha vida, viu? Você é especial!!! ; )

Pra quem quiser conhecer um pouco sobre ela e sobre o trabalho maravilhoso que ela faz, visite o site Adriana Oliveira e os dois blogs que ela mantém, o Adriana Oliveira - Blog e o Drica Kids (foi nesse que ela publicou meu texto).

O link pro post dela está aqui ó: Mãe em tempo integral? Reflexões para 2011

Adorei, querida! Obrigada pelo carinho de sempre! ; )

quinta-feira, 3 de fevereiro de 2011

1º dia da Malu na escola...

Bom, como eu já havia comentado aqui antes, a Malu este ano entrou pra turma dos estudantes rsrsrsrs desde o final do ano passado ela já vinha falando ansiosa em ir pra escola, em ter uma professora, em ter coleguinhas, depois passou a anunciar pra todo mundo que havia ganhado uma mochila, e hoje finalmente foi o dia de estrear a já famosa mochila da Barbie...

Eu nem fui trabalhar hoje pra poder acompanhá-la nesse dia especial!!! Eu imaginei que não fosse ter trabalho com ela e aceitei na mosca! A pimentinha foi super animada, quando o portão se abriu a tia Marisa (aquela que eu já comentei aqui que me alfabetizou rsrsrs) a recebeu com um beijinho na testa, e ela olhou ao redor, aquele monte de crianças com seus pais, ela ficou um pouco receosa e se achegou mais pra perto de mim... mas aí eu me abaixei, fiquei conversando com ela, mostrando as coisas que a escola tem, e tal... aí a tia avisou que já era hora de subir. Os pais poderiam subir junto. Que multidão!!! Fomos pra salinha, e eu até tirei umas 2 fotos (tinha mãe fazendo um verdadeiro book, e pior, ficava gritando o nome da criança pra que ela saísse olhando e sorrindo pra todas as fotos!!!! #gentesemnoção), mas procurei ficar de longe, sem muito grude, pra ela não se sentir insegura. Pois é, mas só eu, né, porque os pais grudaram que nem super bonder nos pequenos, achando que isso os ajudaria, mas que nada... não deu nem 10 minutos e começou o chororô... caraca, tinha umas crianças lá que choravam muitoooo era desesperador de assistir!!! O pior é que tinha uma menininha que chorava e a mãe não estava lá (acho que deixou a bichinha ir com a rota), certamente essa mãe não teve outra saída, porque senão ela estaria lá, assim eu quero acreditar!!! Porque dava dó ver aquela bichinha chorando tanto, sem ver ninguém conhecido, de cortar o coração! Acabou que a bichinha dormiu de cansaço, de tanto chorar... eu fiquei lá dentro uns 15 minutos, aí desci porque tinha que resolver a parte de material e afins, e Malu tava tranquila lá. Mas é claro que avisei a ela que ia sair da sala, mas que depois voltaria para pegá-la ela logo reclamou que não queria ir embora do colégio naquela hora, mas quando entendeu que ela ia ficar e eu é que ia sair, ela ficou bem! rsrsrsrs "independência ou morte", né?

Sei que depois de resolver o que tinha pra resolver, fiquei ali pelo pátio conversando com um e outro, até que um tempo depois veio uma mãe veio me avisar que ela estava chorando, eu até estranhei e subi, mas antes de "invadir" a sala e grudar nela eu fiquei observando e vi que ela estava morrendo de sono (porque está acostumada a dormir um soninho curto depois do almoço). Mas ali não tinha lugar nem condições dela descansar, que dirá dormir! Os pais não arredavam pé, mesmo aqueles cujas crias não estavam chorando insistiam em ficar ali, grudados como super bonder!!! Aliás, vou abrir parênteses aqui: Gente, tem que ter paciência pra ser professora, mas tem que ter muito mais paciência pra lidar com os pais do que com os alunos hahahaha tinha um pai lá que dava nervoso, de tanto que o homem reclamava!!! Que a criança vai cair, que vai se machucar, que o outro tá batendo no outro, que ninguém olha direito, que era uma bagunça, que tinha um grupo de 23 (isso mesmo, ele contou!) crianças SOZINHAS no parquinho (claro que era mentira), fiquei com pena do filho dele, super-protegido, sufocado no meio de tanta paranóia!!!! ufa!!!! Aí fica difícil a criança se adaptar, né??? fecha parênteses

Mas voltando à minha Maluzita, eu vi que era sono puro, peguei ela no colo, mas quando ela viu que a tia estava liberando a massinha ela logo se animou de novo, sentou na mesinha e foi brincar!! E ali ficou até umas 15:30hs, quando a tia avisou que quem quisesse já poderia ir embora com seu filho, aí eu achei que pro primeiro dia já tava de bom tamanho, fui lá e a chamei, avisando que a aula tinha acabado mas que amanhã ela iria voltar... e ela aceitou numa boa (aí eu me espantei! rsrs), deu beijo nas tias Conceição e Carol, que já gravaram o nome dela, por incrível que pareça, e viemos embora, conversando sobre a escola, sobre os coleguinhas, e coisa e  tal... 

Resultado: saldo positivo, mais uma  vez percebo o quanto meus filhos são independentes, e fico amarradona hahahaha adoro vê-los crescendo, se desenvolvendo, com personalidade, com independência, mas com muito amor e carinho também! 

E assim foi o 1º dia da Pimentinha na escola!!! Vamos ver como serão os próximos dias, né? Aguardem cenas dos próximos capítulos...

# detalhe: a gente se dá conta que tá ficando velha quando percebe que a mãe do coleguinha da sua filha é uma "menina" que estudou com seu irmão caçula rsrsrsrsrs pois é, irmão, a Vanessa, que estudou contigo, agora é mãe do Miguel, que vai estudar na turminha da Malu rsrsrsrs

# outro detalhe: a Malu é uma das poucas crianças lá que já não usa mais fraldas durante o dia... #mãetodaboba

# a pergunta que não quer calar: a mamãe chorona chorou???? Não, dessa vez deu pra segurar hahahahaha nada como a experiência hahahahaha e que venha o Bernardo no ano que vem indo pro maternal... ; )

Pra que você se levanta de manhã?

PARA QUE SE LEVANTAR DE MANHÃ?


Convivemos com pessoas que têm tudo para serem felizes e não são.
Conhecemos pessoas que teriam tudo para a infelicidade e são felizes.
Este sentimento depende do sentido que lhes tem a vida. O problema é que a vida tem o significado que nós lhe damos.
Mesmo os que creem que há um sentido absoluto para a existência humana localizado além do acaso precisam desta tabuleta afixada no alto da sua mente. Assim levantar, seja para sair de casa ou cuidar dela, será verbo conjugado com prazer, mesmo que o joelho doa.
O sentido da vida precisa nos alcançar.
Qual o sentido da sua?
Israel Belo de Azevedo

# Depois do post de ontem sobre a loja de discos, esse de hoje veio pra complementar... essa mensagem me lembrou uma frase que de vez em quando leio por aí, que diz que "a gente leva da vida a vida que a gente leva"... eu pessoalmente creio que só é possível dar à vida significado verdadeiro através da intimidade com Deus e do conhecimento da palavra Dele. Até que isso aconteça, por mais que se conquiste, por mais que se tente, por mais que se faça, sempre vai existir uma lacuna que só mesmo a presença de Deus pode preencher... e aí isso me fez lembrar uma música linda cantada pelo João Alexandre... vou colocar a letra (lembrando que sempre vale a pena dar uma olhada no youtube pra conferir o som maneiríssimo do João Alexandre, né?) : )


Você pode ter 
(música de Sérgio Pimenta na voz de João Alexandre)

Você pode ter a casa repleta de amigos

Paredes e pisos cobertos de bens

Ter um carro do último tipo

E andar conforme der na cabeça


Ou pode até ser um cara que vive apertado

Até mesmo dentro de um lotação

Curtindo assim mesmo num fim de semana

A andar conforme der na cabeça


Mas sempre será como folha no vento

Esperando o momento de cair

Você pode ter tudo aquilo que sonhar

Mas nunca terá a paz que existe lá dentro

Que não se encontra pra poder comprar

Porque essa paz só tem a pessoa

Que se encontra com Cristo

quarta-feira, 2 de fevereiro de 2011

Você trabalha numa "loja de discos"???

QUE TAL TRABALHAR NUMA LOJA DE DISCOS?

Entre as minhas imagens prediletas de felicidade está um diálogo registrado numa reportagem televisiva, veiculada há algumas décadas:

Numa loja de música, a repórter entrevista o rapaz encarregado de ouvir e classificar os discos, para orientar os consumidores. Ele fazia aquilo todos os dias. A jornalista lhe pergunta sobre o que fazia quando chegava em casa e nos finais-de-semana. Ele respondeu:

-- Eu ouço discos.

Passamos a maior parte de nossa vida em função do trabalho. Por isto é triste que, para muitos, sua ocupação profissional não tenha nada a ver com a sua vida; é apenas uma forma de ganhar o dinheiro de que precisa. Poucos podem ouvir discos no trabalho e em casa, como se fosse a mesma coisa: prazer.

De fato, há trabalhos que não têm nada a ver conosco. E só há uma solução: buscar responsavelmente outra coisa (melhor) para fazer.

Pode ser que o problema não seja o trabalho, mas um sentimento crônico de inadequação. Não é o caso de mudar de trabalho, mas de fazer com que o trabalho não nos drene a alegria da vida.

Eis a tarefa enquanto aguardamos que a loja de discos nos contrate.

Israel Belo de Azevedo

# eu amei essa frase: "Não é o caso de mudar de trabalho, mas de fazer com que o trabalho não nos drene a alegria da vida." Já disse isso algumas vezes para algumas pessoas, usando outras palavras... eu agradeço a Deus sempre pelo emprego que Ele me deu. Gosto de trabalhar onde trabalho, gosto de aprender mais e mais, e me faz muito bem saber que meu diploma não foi em vão. Todo trabalho tem pepinos a serem segurados, abacaxis a serem descascados e sapos a serem engolidos, não se iluda. Mas tive a felicidade de encontrar a minha "loja de discos", que é o trabalho que eu faço em casa, com minhas "trocentas idéias", criando, levando satisfação às pessoas que admiram e elogiam meus convites, layouts, calendários, artesanatos, etc... pode parecer pouco ou quase nada, mas gosto muito desse meu "segundo emprego", que não me dá quase dinheiro nenhum mas que me dá muita satisfação pessoal. O fato é que sempre dá pra encontrar algo que te dê alegria em produzir, mesmo que seja algo que não te dê dinheiro. E não dá pra vincular nossa alegria, nossa felicidade, à nada disso. É certo que minha felicidade não está envolvida com meu trabalho. Quem me traz felicidade é o meu Deus, minha família, meus amigos... o trabalho pode trazer (ou não) satisfação, realização pessoal, mas felicidade não está entre as coisas que o trabalho traz... Mas e você, já encontrou sua "loja de discos"? ; )
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...